Buscar
  • Kleber Del Claro

COMO AS VESPAS ENCONTRAM PRESAS QUE FICAM MUITO ESCONDIDAS?


Ninguém quer ser predado, não é mesmo? Quem quer morrer de bobeira?

Os besouros Corculionidae (bicudinhos) desenvolveram uma estratégia para escapar de seus inimigos naturais: "esconder" seus filhotes (lagartas) dentro de botões florais (herbivoria endofítica - dentro do tecido vegetal).

Mas as vespas dão um jeito de achá-los!


As vespas sociais predatórias são bem estudadas em vários aspectos. No entanto, o comportamento de forrageamento, especialmente o que ocorre longe do ninho em locais muitas vezes imprevisíveis ou especializados como para encontrar e subjugar presas não são bem compreendidos.

Na savana tropical brasileira, o cerrado, a vespa Polistinae Brachygastra lecheguana é especializada na caça de algumas larvas do gorgulho endofítico que se desenvolve dentro dos botões florais das plantas.


Nesse estudo publicado na renomada revista Behaviour, que existe desde 1683, uma revista clássica de comportamento animal, os autores (brasileiros) testaram a hipótese de que essas vespas utilizam uma combinação de diferentes mecanismos, como visuais, químicos (odor) e possíveis pistas táteis para encontrar as larvas do gorgulho


Mendes-Silva, I., Queiroga, D., Calixto, E. S., Torezan-Silingardi, H. M., & Del-Claro, K. (2021).

Multiple cues guarantee successful predation by a Neotropical wasp,

Behaviour (published online ahead of print 2021). doi: https://doi.org/10.1163/1568539X-bja10144


Usando uma combinação de manipulações experimentais (visual; química; visual / química), os autores testaram a capacidade da vespa de detectar as larvas endofíticas no campo. Além disso, verificaram a capacidade desta vespa de detectar vibrações produzidas pelos gorgulhos dentro dos botões.

Os resultados sugerem que a vespa B. lecheguana utiliza uma sequência de mecanismos eco-fisiológicos para encontrar a larva endofítica dentro dos botões florais:

visão, olfato e tato.


O uso de pistas múltiplas por esta vespa garante uma taxa tão alta de predação em besouros endofíticos que a vespa pode ter implicações positivas (redução na infestação de gorgulhos) para o futuro da reprodução da planta hospedeira.

118 visualizações0 comentário