Buscar
  • Kleber Del Claro

Carta aberta ao novo governo Lula pelo resgate da dignidade dos jovens cientistas brasileiros


Esperamos que esta carta os encontre com muita disposição para resgatar o direito do povo brasileiro em ter uma vida digna. Nesse contexto, entendemos ser fundamental considerar a geração de jovens cientistas que hoje se vê desamparada, desrespeitada, afrontada por longos anos de puro descaso, senão de escárnio.


Jovens cientistas em formação são fundamentais para a pesquisa e o desenvolvimento científico e tecnológico do Brasil como nação soberana. Não é novidade que esses e essas jovens cientistas, que trabalham por vários anos em nossos laboratórios nas universidades e nos institutos de pesquisa como bolsistas de iniciação científica, mestrandos, doutorandos e pós-doutorandos, estão sobrevivendo com bolsas de pesquisa e pós-graduação em valores defasados e inadequados para uma dedicação plena às atividades de formação e ciência. Manter-se de forma independente é hoje uma tarefa quase impossível para a grande maioria desses jovens pesquisadores diante dos custos de moradia, alimentação e de manutenção de suas famílias. Em consequência, o desestímulo e os impactos sobre a saúde mental são comuns nos grupos de pesquisa distribuídos por todo o país, levando um número cada vez maior desses colegas em formação a abandonar a ciência e frustrando o investimento de décadas em políticas de pós-graduação no país.


Além da questão financeira, o desmonte do sistema de ciência, tecnologia e inovação diminui as perspectivas de inserção de jovens cientistas no mercado de trabalho e torna-se uma fonte adicional de desencorajamento, levando ao conhecido fenômeno de “fuga de cérebros”. A recuperação do sistema de C&T&I no país passa também, prioritariamente, por estabelecer políticas públicas que permitam repatriar pesquisadores e pesquisadoras e, ao mesmo tempo, resgatar a dignidade e melhorar as condições de trabalho de cientistas no Brasil para mitigar e minimizar a continuação dessa perda de recursos humanos.


Assim sendo, abaixo elencamos três medidas prioritárias para o resgate da dignidade de nossos jovens cientistas:


1. Reajuste dos valores das bolsas de Iniciação Científica, Mestrado, Doutorado e Pós-doutorado para corrigir as perdas inflacionárias desde 2013;


2. Reconhecimento da pós-graduação acadêmica como atividade laboral, com a incorporação de direitos trabalhistas incluindo contagem de tempo de serviço para aposentadoria e outros benefícios de seguridade social;


3. Que na implementação do item 2, os valores de contribuição previdenciária individual sejam acrescidos aos valores da bolsa, com recolhimento automático à previdência oficial.


Como formadores de pessoal de nível superior nos colocamos à disposição para discutir essas e outras propostas. Na certeza de que o resgate da dignidade da ciência nacional, nosso respeito e nossa gente, ocorra em sua gestão, abaixo assinamos,


Em virtude do grande número de assinaturas, os nomes e o original desta carta atualizada todos od dias pela manhã, podem ser vistos nesse link:


https://forms.gle/USc5RSAzNDKdsMTn6





161 visualizações0 comentário