Buscar
  • Kleber Del Claro

Remédio experimental da Roche reduz tempo de hospitalização pela COVID-19 e vai ser usado nos USA!





Os Estados Unidos da América do Norte vão começar a usar em seus hospitais um novo medicamento produzido pela farmaceutica Roche, que demonstrou muito boa eficiência no tratamento de pessoas com casos de gravidade moderada e leve da Sars-Cov-2 ou o Covid-19. O medicamento já recebeu a chancela emergencial do Food and Drug Administration (FDA), agência reguladora dos Estados Unidos.


Trata-se de de um coquetel contendo casirivimabe e imdevimabe, dois remédios experimentais desenvolvidos pela empresa de biotecnologia americana Regeneron e de aplicação intravenosa.


"Em um ensaio clínico de pacientes com Covid-19, casirivimabe e imdevimabe, administrados juntos, mostraram reduzir a hospitalização relacionada a Covid-19 ou as visitas de emergência em pacientes com alto risco de progressão da doença em 28 dias após o tratamento, quando comparados ao placebo. A segurança e eficácia desta terapia experimental para uso no tratamento de Covid-19 continuam a ser avaliadas", diz o comunicado do FDA. (via CNN*).


Reduzir o tempo de internação hospitalar seria uma conquista heróica nessa fase da pandemia em países como o Brasil, onde muitas cidades de grande e médio porte tem seus leitos de enfermaria e de UTI com plena ocupação há mais de um mês, sem sinal de reduação nessa ocupação. Também paciência mais jovens sendo infectados, tem maior chance de recuperação e acabam por ocupar os leitos de UTI por mais tempo, causando um enorme congestionamento em todo o sistema. Como uma bola de neve que aumenta enquanto rola, mais tempo de hospitalização, consome mais medicamentos, levando a gargalos adicionais.


A Roche pediu nessa semana a ANVISA, autorização para uso do medicamento no Brasil.


*https://www.cnnbrasil.com.br/saude/2021/04/02/roche-pede-uso-emergencial-de-medicamento-contra-a-covid-19-a-anvisa

533 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo