Buscar
  • Kleber Del Claro

Coronavírus de Morcegos Chineses: antes da pandemia os cientistas chineses já sabiam do problema.



Se os governantes levassem a ciência e os cientistas à sério, como deveriam, muita desgraça poderia ser evitada.


Em 2019, na Revista internacional Viruses, mais precisamente em:

Viruses 2019, 11(3), 210; https://doi.org/10.3390/v11030210

Colegas chineses já previam que um coronavírus originado de morcegos, mais dia ou menos dia, iria se tornar uma pandemia. O artigo foi publicado em Março de 2019 - Received: 29 January 2019 / Accepted: 26 February 2019 / Published: 2 March 2019.


Nossos colegas chineses, Yi Fan e colaboradores, no artigo de revisão "Bat Coronaviruses in China", já diziam o seguinte:

"Nas últimas duas décadas, três coronavírus zoonóticos foram identificados como a causa de surtos de doenças em larga escala - Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), Síndrome Respiratória no Oriente Médio (MERS) e Síndrome da Diarréia Aguda Suína (SADS). O SARS e o MERS surgiram em 2003 e 2012, respectivamente, e causaram uma pandemia mundial que matou milhares de vidas humanas, enquanto a SADS atingiu a indústria suína em 2017. Eles têm características comuns, como todos altamente patogênicos para humanos ou animais, agentes originários de morcegos, e dois deles originários da China. Portanto, é altamente provável que futuros surtos de coronavírus tipo SARS ou MERS se originem de morcegos, e há uma probabilidade maior de que isso ocorra na China. Portanto, a investigação de coronavírus de morcego se torna uma questão urgente para a detecção de sinais de alerta precoce, o que minimiza o impacto de futuros surtos na China. O objetivo da revisão é resumir o conhecimento atual sobre diversidade viral, hospedeiros de reservatórios e as distribuições geográficas de coronavírus de morcego na China e, eventualmente, pretendemos prever pontos críticos de vírus e seu potencial de transmissão entre espécies."


"Dois CoVs de origem em morcego causaram epidemias em larga escala na China ao longo de catorze anos, destacando o risco de um futuro surto de CoV de morcego neste país. Nesta revisão, resumimos os achados atuais relacionados à epidemiologia do CoV de morcego na China, com o objetivo de explorar as associações entre espécies de CoV, espécies de morcego e localizações geográficas e, por fim, pretendemos prever o potencial de transmissão entre espécies desses CoV de morcego. É certo que a análise pode ser afetada por dados imprecisos ou incompletos. Por exemplo, nem todos os grupos de pesquisa realizaram identificação de espécies de morcegos ou usaram o Sistema de Posicionamento Global (GPS) durante a amostragem de morcegos. Os morcegos nas províncias do norte ou oeste também não foram pesquisados. No entanto, acreditamos que essa análise seja um bom ponto de partida para futuras pesquisas. Além disso, há outras questões pendentes que devem ser abordadas em estudos futuros: (1) dado que a maioria das espécies de CoV classificadas em ICTV são de morcegos, por que existem tantos CoVs geneticamente divergentes em morcegos, (2) a patogênese da maioria dos morcegos Os CoVs em humanos permanecem desconhecidos, pois os vírus nunca foram isolados ou resgatados - além dos vírus identificados durante os surtos, muitos vírus representam uma ameaça à saúde humana (3), embora se saiba que o SARS-CoV e o SADS-CoV são transmitidos de morcegos para humanos ou suínos, suas rotas de transmissão exatas são desconhecidas e (4) por que os morcegos podem manter CoVs a longo prazo sem mostrar sintomas clínicos de doenças. Um modelo único de imunidade aos morcegos foi proposto. Os autores mostraram que o interferon α de morcego expresso constitutivamente pode proteger os morcegos da infecção [76], enquanto algumas vias imunológicas particularmente amortecidas podem permitir que os morcegos tenham uma maior tolerância contra doenças virais [77]. Enquanto começamos a desvendar o mistério da imunidade única aos morcegos, ainda há um longo caminho a percorrer antes que possamos entender completamente a relação entre morcegos e coronavírus".


Precisa dizer mais alguma coisa? Olhem a importância dos governos prestarem mais atenção à ciência e ao que os cientistas dizem.


Vejam o artigo completo aqui:

https://www.mdpi.com/1999-4915/11/3/210/htm?fbclid=IwAR2oaTu-0HtnoKJ9874gBmLx6EGYXxooR5XJZ8yNtAFfHUJ4oNtr9KU-3Pk



5,170 visualizações0 comentário
SOBRE NÓS

A Comunidade dos

Cientístas Livre Pensadores

Trabalhando pela divulgação e popularização da Ciência!

LOCALIZAÇÃO

(34) 

38411-212

cienciaqnf@gmail.com

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey Instagram Icon

© Kleber Del Claro & Co. Orgulhosamente criado com Wix.com