Buscar
  • Kleber Del Claro

Cinco boas lições que podemos tirar da Pandemia do Coronavirus!


Um momento único na história da humanidade: uma pandemia, uma doença contagiosa que se espalha rapidamente, com um nível médio de mortalidade, em um mundo totalmente globalizado, interligado.

Estamos hoje vivendo uma situação sem precedentes, nunca as últimas duas gerações passaram por um momento tão difícil. Este é um vírus que não mata somente pessoas, mas mata economias. Tem o poder de destruir sistemas econômicos, sociais e políticos, por isso é um vírus sem precedentes.


Mas de todas as situações difíceis pelas quais passamos nós podemos tirar boas e más lições. Como cientista, tenho visto e observado, analisado dados, falas de outros colegas e tirado algumas conclusões. Vou listar aqui, alguns pontos que considero positivos dessa pandemia global do coronavirus.


1 - O Valor da Ciência – enfim as pessoas de maior ou menor instrução estão percebendo o valor da ciência. Ficou claro que quando governos gastam dinheiro com ciência, educação nas universidades, quando investem em bolsas de estudos para a qualificação de pessoas na graduação e no mestrado, que isso dá retorno para o país e para o mundo. Está ficando claro também, que este é sim um papel do Estado. Pois as empresas visam lucro e a ciência que precisamos para resolver problemas como o de epidemias globais, nasce nas academias, nas universidades, pois é ciência básica. A ciência básica estuda padrões, processos, fundamentos que subsidiam a aplicação. A crise levou as pessoas a perceber o valor dos cientistas. Os cientistas estão mostrando às pessoas através de uma melhor comunicação com elas, que dados não metem, políticos sim! Muitos religiosos e empresários mentem sim! Mas dados científicos não mentem e é bom aprender com eles rapidamente e não ignorá-los, pois o preço como nos ensinaram a Itália, Espanha e agora os Estados Unidos, é a morte aos milhares. A Ciência é transparente, dados podem ser corroborados ou refutados e a disputa e vaidade científica são uma virtude nesse caso, pois levam a uma corrida onde cada cientista quer mostrar que pode dar uma contribuição maior, checar melhor o que o outro fez, se acertou ou errou. Os cientistas estão aprendendo a divulgar ao público leigo o que fazem e as pessoas estão entendendo;


2 – Higiene e Respeito ao próximo – noções básicas de higiene começam a ser respeitadas, não apenas pelos indivíduos, mas pelas corporações. Quando, antes dessa pandemia, você viu carrinhos de supermercado limpos com álcool ou detergente? As pessoas estão aprendendo a se cuidar mais, a serem mais higiênicas em todos os sentidos, a dar uma distância mínima nas conversas e aproximações. A não repetir roupas, a limpar sapatos. As pessoas vão passar a exigir das autoridades a não superlotação em transportes públicos, higienização de vias públicas. A noção básica de que o seu direito termina onde começa o do outro está sendo aprendida, na marra;


3 – Solidariedade e indignação – os valores humanos mais básicos e belos, como a solidariedade e a indignação com a maldade, com o menosprezo às minorias (nesse caso idosos e pessoas com doenças pré-existentes), estão dominando a nossa sociedade em detrimento da avareza, da mentira (em sua maioria propagada por políticos e seus seguidores mais irascíveis). As pessoas estão se indignando com falas políticas que menosprezam o valor à vida, como se pessoas fossem descartáveis para que outras, já muito ricas, continuem lucrando. As pessoas estão se ajudando mais, ajudando os profissionais da saúde, da limpeza pública, colegas que estão sofrendo com a queda econômica. As tendências fascistas que vinham perigosamente ganhando corpo em várias partes do mundo, muito possivelmente serão dizimadas por essa pandemia Em todas as partes vemos esses políticos perdendo apoio em suas bases, pois a seleção natural age individualmente e ninguém quer morrer precocemente por apoiar uma ideia absurda;


4 – Discernir o falso do verdadeiro – as pessoas em meio a tantas “fake news” em sua grande maioria propagadas por agentes políticos, estão aprendendo a checar as fontes nas redes sociais. As pessoas começam a pensar antes de repassar informações aleatoriamente, pois começam a entender os princípios da responsabilidade social. Mentiras matam. Como cientista, fico imensamente feliz em ver as pessoas dando crédito ao que falamos, porque estudamos para isso. Elas estão aprendendo a ouvir bons jornalistas ao invés de acreditarem em maus políticos e maus religiosos, que fazem uso da informação distorcida, maquiada para manipulação das massas;


5 – O poder real do mundo virtual – com a globalização e possibilidade de novas pandemias, as pessoas e corporações começam a despertar de vez para o poder da ciência e economia ligadas à educação, comunicação e comércio virtual. Ouviremos falar cada vez mais daqui para à frente em Ensino à distância, trabalho em casa ou “home office”, vendas e entregas ágeis pela internet. Isso nos preocupa muito, pois se de um lado representa uma proteção pessoal e econômica com o advento de novas pandemias, causará um distanciamento e maior impessoalidade nas relações. Os riscos são grandes, e para isso precisaremos de profissionais que estavam sendo desprezados em tempos recentes, como: sociólogos, filósofos, psicólogos, biólogos, estatísticos e matemáticos. Vamos ter que redescobrir as relações pessoais e os encontros não mais em shoppings e locais fechados, mas em praças, parques arborizados, ensolarados. As cidades terão que se redesenhar para sobreviver e aprender a controlar seu tamanho, seus sistemas, ou perecerão em pandemias econômicas.

Estes são apenas alguns pontos que me parecem começam a emergir claramente desta crise imensa pela qual estamos passando. Veremos com o andar das coisas, se irão se confirmar, ou se refutaremos essas minhas percepções. Pois assim é a ciência, baseada em observação, experimentação, análise.


Kleber Del Claro é cientista e professor universitário.

Pesquisador 1A do CNPq – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico desde 1996. Membro do Conselho Científico do W.H. World Ecology Center, USA. Autor de 185 artigos científicos completos em revistas indexadas internacionalmente, Editor de livros internacionais e de um enciclopédia pela Unesco – Nações Unidas para Educação, ciência e cultura.

492 visualizações
SOBRE NÓS

A Comunidade dos

Cientístas Livre Pensadores

Trabalhando pela divulgação e popularização da Ciência!

LOCALIZAÇÃO

(34) 

38411-212

cienciaqnf@gmail.com

CONECTE-SE
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey Instagram Icon

© Kleber Del Claro & Co. Orgulhosamente criado com Wix.com