Buscar
  • Kleber Del Claro

A Diversificação das Plantas com Flores demorou mais de 40 milhões de anos após seu surgimento?



Acaba de ser publicado o estudo: "A diversificação tardia e geograficamente heterogênea das famílias de plantas com flores" - no original:


Ramírez-Barahona, S., Sauquet, H. & Magallón, S. The delayed and geographically heterogeneous diversification of flowering plant families. Nat Ecol Evol(2020). https://doi.org/10.1038/s41559-020-1241-3


Neste estudo, os autores argumentam que "o início do período cretáceo (145–100 milhões de anos atrás (Ma)) testemunhou o surgimento de plantas com flores (angiospermas), que acabaram por levar a profundas mudanças nas comunidades vegetais terrestres. No entanto, as evidências paleobotânicas mostram que a transição para os biomas dominados por angiospermas foi adiada até o Paleoceno (66-56 Ma). Aspectos importantes do momento e do cenário geográfico da diversificação dos angiospermas durante esse período e dos grupos envolvidos permanecem incertos. Abordamos esses aspectos construindo e datando uma nova e completa filogenia em nível familiar, onde integramos 16 milhões de registros geográficos de ocorrência de angiospermas em escala global. Mostramos atrasos substanciais no tempo (média, 37-56 Myr) entre a origem das famílias (idade do caule) e a diversificação que leva a espécies existentes (idades da copa) em toda a árvore da vida dos angiospermas. Por sua vez, nossos resultados mostram que as famílias com menores defasagens são super-representadas nos biomas temperados e áridos em comparação com os biomas tropicais. Nossos resultados sugerem que a diversificação e expansão ecológica das angiospermas existentes era geograficamente heterogênea e ocorreu muito tempo após a maior parte de sua diversidade filogenética ter se originado durante a Revolução Terrestre Cretácea".


O autor principal comenta que "este projeto começou em 2016. Naquela época, minhas duas co-autoras (Susana Magallón e Hervé Sauquet) e eu simplesmente queríamos construir e datar uma árvore filogenética com todas as famílias de angiospermas e ver como era o tempo das origens das famílias. Esse objetivo estava fundamentado, em grande parte, naquilo que Charles Darwin chamou de 'mistério abominável': as plantas com flores apareceram repentinamente no início do Cretáceo e quase imediatamente (pelos padrões geológicos) começaram a se diversificar dramaticamente e hoje em dia são as mais importantes e dominantes. grupo de plantas terrestres. Mas o projeto é tão antigo quanto o meu filho, então muitas coisas ao redor do projeto mudaram ao longo do caminho. As metas originais do projeto finalmente se transformaram e o projeto se tornou mais ambicioso. Eventualmente, pretendemos documentar a idade de origem de todas as 435 famílias de angiospermas e explorar quando elas começaram a se diversificar em seus representantes vivos (ou seja, queríamos também estimar a idade da coroa das famílias). Revisamos minuciosamente as filogenias em nível de família para identificar as espécies que representariam o nó da 'coroa' de cada família e montamos o conjunto de dados molecular correspondente. Antes mesmo de chegar à quadragésima família, parecia que tínhamos atravessado o Rubicão, por isso não estávamos olhando para trás. Surpreendentemente, seis meses depois, produzimos nossa primeira filogenia!"

Um artigo que vale a pena ler!



114 visualizações
SOBRE NÓS

A Comunidade dos

Cientístas Livre Pensadores

Trabalhando pela divulgação e popularização da Ciência!

LOCALIZAÇÃO

(34) 

38411-212

cienciaqnf@gmail.com

CONECTE-SE
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey Instagram Icon

© Kleber Del Claro & Co. Orgulhosamente criado com Wix.com