Buscar
  • Kleber Del Claro

A Coloração das Aves pode revelar a presença de doenças, como a Malária.



Estudo de pesquisadores brasileiros, com aves da fauna silvestre, revela que a coloração destes anuimais pode indicar a presença de doenças.


Os carotenóides são pigmentos de origem exógena que determinam a coloração da plumagem em muitas espécies de aves. Os carotenoides atuam como pigmento nas plantas e nos animais. Os carotenoides são o segundo dentre os pigmentos mais importantes para a fotossíntese. Encontram-se, também, em outros organismos fotossintéticos, como algas, alguns tipos de fungos e algumas bactérias.

Os carotenoides são importantes na alimentação animal. Quatro tipos de carotenoides beta-caroteno, alfa-caroteno, gama-caroteno e beta-criptoxantina são os precursores da vitamina A que, entre outras funções, atua diretamente na respiração celular e sintetiza pigmentos da retina. Outros carotenoides podem ser poderosos antioxidantes, especialmente a astaxantina, encontrada em algas.

nas aves, além da coloração da plumagem, os carotenóides desempenham um papel na montagem de uma resposta imune e na neutralização dos subprodutos da atividade citotóxica.

Neste estudo os pesquisadores determinaram se os fatores colorimétricos da plumagem baseada em carotenóides predizem a ocorrência de infecção por parasitas da malária (ordem Haemosporida, Plasmodium, Parahaemoproteus e Haemoproteus).

"Capturamos aves em uma área do sensu strictu Cerrado no sudeste do Brasil, usamos PCR para detectar molecularmente infecções por hemossporídeos e microscopia para confirmar todas as infecções. Coletamos cinco penas da região abaixo da furcula de cada indivíduo para recuperar os descritores de coloração da plumagem, a saber: saturação, croma carotenóide, matiz e a refletância máxima no espectro ultravioleta. Foram analisadas penas de 58 indivíduos de três espécies de aves: Elaenia chiriquensis, Myiothlypis flaveola e Coryphospingus cucullatus.

A saturação de cores e o cromato carotenóide previram a ocorrência individual de infecção por parasitas da malária. Sugerimos que indivíduos infectados possam negociar investimentos em carotenóides entre o sistema imunológico e a coloração da plumagem, uma vez que o croma de carotenóide foi associado negativamente à ocorrência do parasita. Nossos resultados indicam que os parasitas haemosporídeos são importantes para influenciar as compensações fisiológicas nas populações naturais de aves."


Ou seja, aves doentes, tem menor intensidade de brilho e coloração. Organismos saudáveis são mais bonitos, com colorido mais intenso, desmontram visualmente um aspecto mais saudável. Neste caso vale a máxima: "tá com cara de saudável!"



https://bioone.org/journals/ardea/volume-108/issue-1/arde.v108i1.a2/Plumage-Coloration-Predicts-Haemosporidian-Infection-Occurrence-in-Birds/10.5253/arde.v108i1.a2.full


  1. Plumage Coloration Predicts Haemosporidian Infection Occurrence in Birds

  2. Victor A.S. Penha, Regiane Rodrigues, Agustín Ignacio Quaglia, Patrícia Giovana Hoepers, Kleber Del-Claro, Letícia Soares


220 visualizações
SOBRE NÓS

A Comunidade dos

Cientístas Livre Pensadores

Trabalhando pela divulgação e popularização da Ciência!

LOCALIZAÇÃO

(34) 

38411-212

cienciaqnf@gmail.com

CONECTE-SE
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey Instagram Icon

© Kleber Del Claro & Co. Orgulhosamente criado com Wix.com